:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Alberto Cataldi
Eliana Caminada
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     TERCEIRO SETOR

Prêmio seleciona projetos sociais desenvolvidos em universidades

Universidades de todo o país têm até o dia 6 de junho para inscrever projetos sociais na 10ª Edição do Prêmio Banco Real Universidade Solidária. O tema deste ano é "Desenvolvimento Sustentável, com ênfase em geração de renda". Os projetos concorrentes devem ter sido desenvolvidos, voluntariamente, por professores e estudantes da instituição e ter sido aprovados previamente pela comunidade em que serão implementados.

As equipes montadas para desenvolver o projeto devem ser multidisciplinares, compostas por, no mínimo, dez estudantes da graduação e um professor coordenador. Docentes, técnicos, alunos de pós-graduação e profissionais de instituições parceiras também podem ser integrados às equipes. Cada universidade pode concorrer com até duas iniciativas, desenvolvidas sempre nas comunidades do entorno da instituição de ensino.

Este ano, o prêmio conta com uma verba de R$ 20 mil, para cada um dos dez projetos selecionados. Os recursos devem ser utilizados na execução das iniciativas, que devem propor soluções locais de desenvolvimento sustentável e comunitário.

Entre os critérios de seleção estão a sustentabilidade do projeto após sua conclusão; metodologia de avaliação do projeto e de seus resultados; consideração dos aspectos sociais, ambientais e econômicos do projeto de geração de renda; desenvolvimento de uma coerência entre o diagnóstico da realidade local e as atividades propostas no projeto; estratégia para envolvimento e apropriação do projeto pela comunidade; viabilidade financeira, técnica e institucional. Os projetos devem estar planejados para durarem entre seis e nove meses.

A partir dos critérios de seleção, será montado um ranking dos projetos apresentados. As dez iniciativas que receberem a maior pontuação serão financiadas pelo Prêmio que, conforme conta Elizabeth Vargas, Superintendente Executiva da Associação Civil Universidade Solidária (UniSol), tem por objetivo investir no trabalho de estudantes e professores universitários junto a projetos sociais desenvolvidos em comunidades.

Ela explica que, há dez anos quando o Prêmio Banco Real Universidade Solidária surgiu, a a UniSol identificava que as universidades produziam uma grande quantidade de conhecimento, mas não tinham canais para repassar esses conhecimentos para as comunidades e para a sociedade em geral. A idéia do Prêmio, portanto, era criar uma ponte entre as universidades e as comunidades, gerando benefícios para todos.


Amadurecimento social

De acordo com Priscila Navarrette, consultora de Responsabilidade Social do Banco Real, é possível observar, nos dez anos de existência do Prêmio, um amadurecimento dos projetos apresentados. Ela conta que, nas primeiras edições do Prêmio, eram apresentados muitos projetos filantrópicos, assistencialistas. Hoje, os projetos sugerem alternativas reais para o desenvolvimento sustentável e a geração de renda.

Elizabeth Vargas confirma. Ela diz que, no início, a comissão julgadora tinha dificuldade para selecionar projetos. "Era necessário ler e reler muitas vezes para encontrar os dez selecionados". Hoje, para cada projeto selecionado, é necessário descartar mais três projetos bons. Ela acredita que isso acontece porque a consciência social que permeia a sociedade, sobretudo nas classes mais esclarecidas, cresceu muito nesses dez anos. Ela ainda sente que a adesão dos estudantes universitários para questões sociais é muito forte.

Em 2004, foram apresentados 195 projetos, envolvendo a participação de 359 voluntários, com propostas muito diferentes uns dos outros. Um dos projetos selecionados foi apresentado pela Universidade São Marcos, que incentivava o plantio do palmito comercial em uma comunidade indígena da etnia krukutu, na represa de Guarapiranga, em São Paulo.

Os interessados em participar do Prêmio Banco Real Universidade Solidária devem preencher a ficha de inscrição disponível nos sites www.bancoreal.com.br/universitario e www.unisol.org.br e enviar o projeto pelo correio, como carta registrada. Uma versão eletrônica do projeto deve ser enviada para premiobancoreal@UniSol.org.br

Os projetos inscritos serão julgados em julho e, em 8 de agosto, serão divulgados as dez propostas selecionadas. A UniSol e o Banco Real vão oferecer uma capacitação aos alunos dos projetos escolhidos, para que trabalhem de forma adequada com as comunidades. As entidades proponentes do Prêmio também vão acompanhar a execução dos projetos.



Fonte:www.setor3.com.br