¤ institucional           ¤ projetos           ¤ serviços           ¤ sala de imprensa          ¤ parcerias          ¤ loja          ¤ contato     


artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     SALA DE IMPRENSA
Tédio versus Pedro e Vanda
Mauro Fernando
Do Diário do Grande ABC

Gabriela Duarte e Daniel Faleiros – ou melhor, Vanda e Pedro – estão no Grande ABC. Gabriela e Daniel interpretam um casal – Vanda e Pedro – que se vê num determinado momento envolvido pelo tédio. Dirigida por Cristina Mutarelli, a peça Pedro e Vanda, do norte-americano Jay DiPietro, fica na região neste sábado (no Teatro Municipal de Santo André) e domingo (no Teatro Municipal de Mauá). Pedro e Vanda constituem um casal jovem de classe média que vive em São Paulo, epicentro do maior aglomerado humano da América Latrina – o que reforça problemas de ordem emocional como ansiedade e estresse. As coisas vão mal com eles.

Provenientes do interior, Vanda e Pedro se apaixonaram quando freqüentavam a faculdade. Naquela época, costumavam se auxiliar, e não somente nos estudos – estado de ebulição, pico de audiência. Atualmente isso tem sido raro – a relação esfriou, traço no ibope.

A trajetória do casal, porém, não é mostrada linearmente, na ordem cronológica. De acordo com a diretora, isso instiga cada espectador a recolher os fragmentos e formular juízo próprio sobre os acontecimentos.

A fim de fazer com que a platéia se identifique mais facilmente – por meio do riso – com situações comuns a casais de classes sociais diferentes, a diretora aprofundou os aspectos cômicos do texto. Para Cristina, rir do vizinho ou mesmo de si próprio implica em identificar clichês comportamentais – e, talvez, livrar-se deles.

Vanda e Pedro têm personalidades distintas. Ela é mais racional e ele, mais emocional – respeita-se a teoria segundo a qual os opostos se atraem. São diferentes e, ao mesmo tempo, complementares. O amor os une, mas isso pode ter fim.

A intolerância provocada pela decepção que a quebra de expectativas traz e a traição conjugal são temas de que a peça trata. A separação é um fato, mas não há uma resposta certeira sobre se o afastamento é temporário ou definitivo – o público monta seu quebra-cabeça.

Pedro e Vanda – Teatro. De Jay DiPietro. Direção de Cristina Mutarelli. Com Gabriela Duarte e Daniel Faleiros.