:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     MÚSICA

Mônica Salmaso faz show que marca início de projeto no Teatro do Colégio Santa Cruz

A cantora paulistana Mônica Salmaso apresenta-se nos dias 1º, 2 e 3 de abril, de sexta a domingo, no Teatro do Colégio Santa Cruz, acompanhada por Benjamim Taubkin, Rodolfo Stroeter, Ari Colares e Teco Cardoso. Esta mini-temporada é a pré-estréia do projeto Música Brasileira em Cena no Teatro Santa Cruz, que tem sua estréia oficial marcada para junho, sob curadoria de Homero Ferreira. Apresentado até dezembro, sempre no primeiro fim de semana da cada mês, o projeto pretende mostrar trabalhos lançados nos últimos dois anos, que obtiveram consenso entre os críticos musicais e reconhecimento do público, embora estejam fora do circuito da música comercial de consumo imediato.

Mônica vai mostrar canções do seu mais recente CD, Iaiá, lançado em 2004 pela Biscoito Fino, como "Moro na Roça" (DP, adap. Xangô da Mangueira e Zagaia), "Onde Ir" (Vanessa da Mata), "Menina Amanhã de Manhã" (Tom Zé e Perna) e "Cabrochinha" (Mauricio Carrilho e Paulo C. Pinheiro). O disco foi sucesso entre público e crítica e vem lotando os espaços em que é apresentado. Não poderia haver melhor escolha para apresentar ao público o projeto que vem por aí. A cantora interpreta também músicas de seus álbuns anteriores - "Cara de Índio" (Djavan), "Minha Palhoça" (J. Cascata), "Ave Maria do Morro" (Herivelto Martins) e "Bate Canela" (D.P.) - e composições que integraram, recentemente, seu show em homenagem a Chico Buarque de Holanda: "Construção", "Morena dos Olhos D'água", "Acalanto" (Teresa Cristina) e "Disseram Que Eu Voltei Americanizada" (Vicente Paiva e Luis Peixoto).


O Projeto e o Teatro:

Segundo o produtor e curador, Homero Ferreira, "o Teatro Santa Cruz está destinado a ser um espaço especial na cultura de São Paulo, não apenas por ser um local bonito, confortável, bem localizado e com as condições técnicas excelentes; mas, principalmente, por estar vinculado a uma instituição educacional e cultural sólida e respeitada pela comunidade paulistana". Para a direção do Colégio Santa Cruz, o novo teatro tem como filosofia não apenas proporcionar entretenimento, mas também aliar o lazer de qualidade à informação cultural. "Nosso teatro será um lugar de celebração da arte dramática, da música, das artes plásticas e de preparação, estudo, pesquisa e criação desses bens da cultura".

Homero também completa dizendo: "Um teatro de tamanho médio (458 lugares) e com equipamento de primeira linha é tudo que precisamos para realizar eventos musicais de qualidade com o acabamento técnico necessário. Quando a série começar oficialmente, teremos preços populares (R$ 10,00 e R$ 5,00) para que o público possa ter fácil acesso a esse novo palco da música brasileira". O Teatro do Colégio Santa Cruz foi construído para comemorar os 50 anos do Colégio, um projeto do arquiteto J. C. Serroni, que foi agraciado com o Prêmio Quadrienal de Praga.


Mônica Salmaso:
Dona de uma voz doce e penetrante, de timbre único e raro, Mônica tem o poder de transformar suas interpretações em clássicos. Com quatro álbuns lançados, chama a atenção sua capacidade de transitar com facilidade entre o erudito e o popular, não se limitando ao rótulo de cantora de um só gênero. Apesar de ter seu nome ligado à nova geração da música popular, Mônica conta com um currículo sólido. Nomes como Edu Lobo, Paulo Bellinati, Eduardo Gudin, José Miguel Wisnik, Marlui Miranda, Guinga, Arnaldo Antunes - com quem participou do disco do grupo de dança O Corpo -, Nelson Ayres e a Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo, entre outros, integram sua história musical.


Show - Mônica Salmaso
Músicos: Mônica Salmaso (voz), Benjamim Taubkin (piano); Rodolfo Stroeter (baixo acústico), Ari Colares (percussão) e Teco Cardoso (sax e flauta).
Dias 1º, 2 e 3 de abril - sexta e sábado (21 horas) e domingo (20 horas) Teatro do Colégio Santa Cruz
Rua Orobó, 277 - Alto de Pinheiros (próximo ao Sopping Villa-Lobos)
Ingressos: R$ 20,00 (estudantes/melhoridade: R$ 10,00) - Tel: (11) 3024-5191
Duração: 1h15 - 458 lugares - Censura: livre - Aceita só cheque e dinheiro Estacionamento c/ manobrista: R$ 8,00 - Ar condicionado e acesso para deficientes - Bilheteria: de 12h ás 19h (qdo. há espetáculo, até 23h) - Ingressos p/ telefone: Bilheteria.com: 3038-6698.