:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Alberto Cataldi
Eliana Caminada
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     LITERATURA

Ler Também é uma Paixão

Ano da Leitura terá 4 milhões de livros distribuídos em estádios e metrôs

O Brasil, "país do futebol", também aderiu no último domingo, dia 5 de setembro, ao calendário brasileiro do Ano Ibero-americano da Leitura, que está sendo comemorado este ano em 21 países da Europa e das Américas. Os 40 mil torcedores que foram ao Estádio Mane Garrincha, em Brasília, para assistir ao jogo Brasil e Chile, partida válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006, foram presenteados ao passar pelos portões com um exemplar de um livro de crônicas de Luis Fernando Veríssimo.

A publicação – em formato de livro de bolso, 16 páginas e capa com ilustrações de Cândido Portinari – integra uma coleção com textos assinados por conhecidos autores nacionais cuja temática principal é o esporte mais popular do país.

A iniciativa – que será repetida até dezembro, em outros dias da semana e nos próximos domingos, na maioria dos estados brasileiros – faz parte do Projeto Ler Também é uma Paixão, dos ministérios da Cultura e do Esporte e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), com apoio da Associação Brasileira das Indústrias Gráficas (Abigraf).

Nesta primeira fase do projeto – que, além de integrar o calendário do Ano da Leitura, chamado no Brasil de VIVALEITURA 2005, também faz parte das comemorações do Ano Internacional do Esporte e Educação Física e dos esforços para promover a paz nos estádios – serão distribuídos quatro milhões de exemplares.

O segundo título da coleção também são crônicas sobre futebol de autoria de Armando Nogueira. Até o final do ano, a coleção será completada por outros dois títulos, cada um com tiragem de um milhão de exemplares.

O projeto piloto foi testado no ano passado em Belo Horizonte, durante a partida entre Brasil e Argentina. A experiência foi repetida em mais dois clássicos brasileiros e, agora, será desenvolvida, semanalmente, nos principais campeonatos de futebol do país, com apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de federações e secretarias estaduais de Esportes.

A distribuição também será feita em metrôs e em outros locais de concentração de público. No último final de semana, por exemplo, foram distribuídos milhares de exemplares na Feira do Livro de Brasília.

O Governo Federal, segundo informou o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, vai viabilizar a distribuição também em outras competições esportivas importantes e no Programa Segundo Tempo, que atende milhares de crianças em todo o país.

“O projeto vai estimular a leitura de importantes autores da literatura nacional e, ao mesmo tempo, ajudará a popularizar a arte e a cultura nacionais”, observou o representante da Unesco no Brasil, Jorge Werthein.

O representante do Ministério da Cultura e também presidente do Conselho Diretivo do VIVALEITURA, Galeno Amorim, explicou que a estratégia do calendário é estender a presença do livro para espaços considerados não convencionais para estimular o hábito da leitura.

Leia, também, outras notícias no Boletim Fome de Livro, edição nº 54. Outras informações: (61) 3316-2371 e fomedelivro@minc.gov.br.


(Fonte: Plano Nacional do Livro e Leitura/Programa Fome de Livro do Ministério da Cultura)