:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Alberto Cataldi
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     INTERNET

GUERRA DOS PORTAIS
Google expande seus horizontes


Quem usa o Google como mecanismo de busca na internet já deve ter reparado na página principal do sítio: fundo branco e, na parte inferior, um espaço vazio. Segundo Katie Hafner, em artigo no New York Times [20/5/05], este deve ser o pedaço imobiliário mal utilizado mais valioso do ciberespaço. Mas não por muito tempo.

O Google decidiu ampliar seus horizontes e entrar na competição com portais como Yahoo, MSN e AOL. O primeiro passo será subdividir o tal espaço em branco, permitindo que o usuário o personalize com os serviços de sua preferência, como e-mail, notícias ou índices de preços de ações. O objetivo da companhia é fazer com que o internauta tenha no sítio uma página ampla e completa, equipada com tudo o que ele usa com freqüência na WEB.

"É o Google declarando formalmente que é um portal", explica Danny Sullivan, editor do Searchenginewatch.com , blog dedicado à indústria. O anúncio da novidade, chamada de Fusion, foi feito no encerramento do Google Factory Tour, evento de um dia onde a companhia fala a jornalistas e analistas do setor sobre os serviços atuais e as direções futuras.

Até agora, representantes do Google insistiam em afirmar que o sítio era apenas uma ferramenta de busca, sem planos de entrar na guerra dos portais de internet. Mas, devagar e constantemente, a companhia instalava serviços que ultrapassavam os limites das simples páginas de busca. No ano passado, foi apresentado ao mercado o Google Desktop Search, mecanismo que, além de procurar dados na Rede, faz buscas por informações armazenadas nos computadores pessoais – o serviço, uma verdadeira afronta à Microsoft, passou a ser oferecido também pelo Yahoo e MSN este ano. Por sua vez, a Microsoft lançou o MSN Search, especializado em busca na internet – especialidade primeira do Google.

Fusion ainda será testado por um tempo. Em breve, as páginas poderão ser customizadas com links para notícias – incluindo manchetes dos sítios do New York Times e BBC News – e ícones com serviços de previsão do tempo, horários de cinema e direções de trânsito, entre outras opções.


Desdém

Os concorrentes fizeram pouco caso do anúncio. Helena Maus, porta-voz do Yahoo, diz que a empresa tem uma "longa história de sucesso" nesta área. "Nós lançamos o My Yahoo há nove anos", afirma ela, referindo-se ao serviço que permite a customização da página principal do Yahoo.

Adam Sohn, diretor global de vendas e marketing do MSN, portal da Microsoft, disse que o novo serviço do Google "é uma versão menos funcional de algo que temos no mercado desde 2001".


Fonte: www.observatoriodaimprensa.com.br