:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     DANÇA

Cia Dani Lima & Contágio
DIÁLOGOS DO CORPO


As fronteiras entre dança contemporânea e as artes plásticas

A arte contemporânea tem investido cada vez mais na dissolução das fronteiras entre linguagens artísticas permeabilizando seus contornos territoriais e criando assim, zonas de passagem, de transição - hibridismos artísticos. O corpo aparece aí como espaço e material de trabalho, refletindo suas imagens, suas pertinências e suas novas configurações espaço-temporais. O evento “Diálogos do Corpo”, idealizado pelo coletivo Contágio (Dani Lima, Marcela Levi e Gustavo Ciríaco), pretende abrir uma janela sobre o corpo a partir de alguns diálogos possíveis entre dois campos artísticos: a dança e as artes plásticas. A programação inclui espetáculos, performances, vídeos e debate, ocupando o Teatro do Jockey de 18 a 27 de março.

O cruzamento entre performance e dança é uma questão absolutamente atual, há elementos que passam de um campo a outro, são categorias que explodiram uma à outra. O interessante é perceber os sentidos novos que esse embate gera – analisa o crítico de arte Luis Camillo Osório.


-> Sextas e sábados, a Cia Dani Lima apresenta o espetáculo “Falam as partes do todo?”, fruto da colaboração com a artista plástica Tatiana Grinberg, com objetos da artista.

-> Domingos, a partir das 21 horas, a performer Marcela Levi mostra o solo “Imagem”, projeto construído em parceria com a fotógrafa Claudia Garcia; Vivian Cáfaro apresenta “Anatomia” e Daniela Mattos exibe os vídeos “Devir” e “Agasalho para dias difíceis”.

-> No dia 19, às 22:30 horas, o crítico de arte e professor da história da arte e filosofia Luis Camillo Osório, a teatróloga e pesquisadora Daniela Labra e do artista plástico Eduardo Bonito, debatem o tema “O corpo na intersecção dança/artes plásticas”, com mediação do historiador Gustavo Ciríaco.


PROGRAMA 1 – Sextas e sábados (dias 25 e 26) às 21 horas.

Cia Dani Lima/objetos Tatiana Grinberg
“Falam as partes do todo?”

-> Falam as partes do todo? O cruzamento de duas formas de expressão artística – dança e artes plásticas, um espetáculo tridimensional e interativo, provocando as percepções habituais da relação entre o corpo e o espaço. Bailarinos e o público convivem em meio a obras criadas pela artista plástica Tatiana Grinberg. Braço, cabeça, reflexo, forma, palavra, pés, mãos... o que FALAM AS PARTES DO TODO?

Mais do que uma relação entre dança e escultura, o que vemos neste espetáculo é um deslocamento de linguagens, uma metamorfose do corpo em escultura e da escultura em fragmentos dançantes. Não há uma coreografia e uma cenografia, há corpos, formas e espaços que se reinventam a cada movimento de quem dança e de quem vê e circula. As esculturas da Tatiana existem através da dança, assim como o desenho coreográfico da Dani se fragmenta e se desdobra através dos cortes e dos buracos das peças escultóricas – analisa o crítico de arte Luis Camillo Osório.


PROGRAMA 2 – Domingos (dia 27) às 21 horas.

Marcela Levi
“Imagem”

-> Imagem (2002) seu primeiro projeto solo, construído em parceria com a fotógrafa Claudia Garcia, propõe um jogo a partir de um corpo (de mulher) e duas peças de roupa ( um short e uma blusa) onde imagens e sentidos , que giram em torno de gênero e sexualidade feminina, são produzidos através do olhar do público que ao mesmo tempo que assiste à performance , assiste a si mesmo.

Vivian Cáfaro
“Anatomia”

-> ANATOMIA, tema-título do trabalho, propõe uma visão cênica não ficcional do homem em oposição aos paradigmas de felicidade e beleza embutidos pela sociedade de consumo. Nos propomos a exercer em cena o homem visceral e orgânico, exposto na beleza crua de suas vulnerabilidades e inúmeras transfigurações possíveis. O espetáculo aborda o corpo humano enquanto instâcia física, anímica e social. Em uma fusão de livro de anatomia com diário de viagem, o corpo do performer é apresentado como um percurso fragmentado em territórios convergentes. Em cada fragmento, uma história; a história inscrita em cada uma das partes desta anatomia.

Daniela Mattos
“Agasalho para dias difíceis”
“Devir”

-> Agasalho para dias difíceis. Vídeo-Performance coletiva realizada durante o evento INCLASSIFICADOS, no Espaço Bananeiras - Rio de Janeiro em fevereiro de 2003. Vestidos com uma camisa de força com as medidas da artista, os participantes desenvolvem ações, interagindo entre si, com a arquitetura e com algumas obras em exposição no local. Participaram deste vídeo os artistas Leo Tex, Rosana Ricalde, Felipe Barbosa e Ricardo Basbaum.

-> Devir. A sequência de fotos de um casal com os olhos vendados é o fio condutor de um diálogo corporal, que marca o processo de descoberta do outro. Participaram deste vídeo os artistas Tereza Bredariol e João Bueno.


PROGRAMA 3 - Atividades Paralelas

Oficina Gratuita - Poética cotidiana do corpo
com a Cia Dani Lima
26/03 de 13h às 16h
Local: Rua Hemenegildo de Barros 73 - Glória
Inscrições: oficinadanilima@globo.com



Sobre o coletivo “Contágio - produtos fora da vigilância sanitária”

Coletivo de artistas fundado em dezembro de 2003 pela coreógrafa e performer Marcela Levi e pelos coreógrafos e professores Gustavo Ciríaco e Dani Lima. Esse coletivo busca viabilizar e produzir discussões e encontros interdisciplinares teórico-práticos para a classe artística do Rio de Janeiro. Projetos realizados:
- Residência com Christophe Wavelet oferecida à 25 artistas brasileiros. Dias 09 à 23 de março de 2004 no Espaço SESC / Rio de janeiro.

- Mediação de debate e encontro aberto no seminário “Onde estamos? O que queremos? Uma reflexão sobre políticas culturais para dança”. Projeto Cahiers de la Danse / Teatro maison de France (RJ), dias 1 e 2 de novembro de 2004

- Por acontecer: Projeto coletivo transdisciplinar, coordenado por um grupo de artistas cariocas, o pesquisador Christophe Wavelet e a jornalista Nayse Lopez. Tema: “Corpos - poéticas e políticas”



Serviço
Temporada: 18 de março a 27 de março (6ª a Domingo)
Local: Teatro do Jockey - rua Mario Ribeiro 410, Lagoa – tel. 2540-9853. 90 lugares. ESTACIONAMENTO GRATUITO NO LOCAL