:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Alberto Cataldi
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CULTURA

Ponto de Cultura na França

O primeiro a ser implantado no exterior

No dia 14 de julho, o ministro Gilberto Gil estará em Paris, onde fará o lançamento do Ponto de Cultura na França, o primeiro a ser implantado no exterior. A solenidade acontecerá às 16h, no Carreau du Temple, com a presença de representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); da Universidade de Paris X Nanterre; do secretário de Programas e Projetos Culturais do MinC, Célio Turino; e de outras autoridades.

A instalação de 20 Pontos de Cultura internacionais operativos, até dezembro deste ano, é uma das estratégias para a ampliação e consolidação do Programa Cultura Viva, desenvolvido pela Secretaria de Programas e Projetos Culturais do MinC.

Para o secretário Célio Turino, os 20 Pontos de Cultura planejados para o exterior são de fundamental importância para a comunidade brasileira que vive lá fora. “São mais de dois milhões de brasileiros espalhados pela Europa, Estados Unidos, Japão, América Latina e países de língua portuguesa que mantêm vínculos com o Brasil. O governo Lula e o MinC precisam retribuir e interagir com esta gente”, disse.

Do ponto de vista econômico, segundo Turino, este vínculo se materializa por intermédio da transferência de aproximadamente cinco bilhões de dólares/ano que são injetados na economia brasileira. “Dinheiro que vem desses brasileiros que trabalham lá fora”, afirmou o secretário.

Turino destaca também que os Pontos de Cultura no exterior manterão os vínculos culturais brasileiros, por intermédio de bibliotecas e atividades em língua portuguesa.

No caso do Ponto de Cultura de Paris, o secretário do MinC, Célio Turino, faz a seguinte interpretação: “O Ponto de Cultura de Paris vai sedimentar e dar continuidade a todo este esforço extraordinário do ano Brasil na França. É um espaço que vai dar continuidade e unificar a força cultural brasileira em Paris e em outras cidades francesas. Os grupos de capoeiras e outros grupos brasileiros passarão a ter esta importante referência que é a Universidade de Paris X Naterre, lugar com uma simbologia histórica muito grande, pois foi lá que nasceu o Movimento Estudantil de Maio de 68”.

Para implementar os trabalhos do Ponto de Cultura na França, serão investidos recursos no montante de até US$ 90 mil, que serão repassados em três parcelas iguais, até dezembro de 2006, pelo MinC/Programa Cultura Viva à Universidade X Nanterre, com a interveniência do PNUD. No dia 14 de julho, os três organismos estarão assinando o documento denominado Carta de Acordo para a instalação do Ponto de Cultura em território francês. O objetivo é o de aglutinar e incentivar o intercâmbio entre brasileiros residentes naquele país e demais interessados na cultura brasileira. A Carta de Acordo permanecerá em vigor até 31 de dezembro de 2006.

São objetivos gerais do Ponto de Cultura: conhecer os artistas brasileiros instalados na França; fazer conhecer e divulgar a cultura brasileira na França; e contribuir para a valorização e o estudo da cultura do Brasil naquele país.

Dentre as diversas atribuições a cargo da Universidade de Paris X Nanterre destacam-se a criação e operação de um website do Ponto de Cultura brasileira na França, conectando-o aos demais websites do Programa Cultura Viva; a preparação de um catálogo dos artistas brasileiros que moram na França, o qual poderá ser colocado on line, abrindo-se a artistas que vivem no restante da Europa; a criação de um recenseamento das associações que fazem a divulgação da cultura brasileira; a contribuição visando à realização dos projetos culturais apresentados pelas associações, os quais terão de ser selecionados pelo Comitê Técnico; a concentração de esforços para o desenvolvimento do ensino da língua portuguesa na França; e o pedido de colaboração das universidades francesas para que cursos de introdução à Cultura Brasileira sejam oferecidos aos estudantes da universidade e à comunidade em geral.

O Ponto de Cultura terá um Comitê de Honra, composto por personalidades científicas e artísticas francesas e brasileiras que residam, preferencialmente, na França, e, ainda, um Comitê Técnico e de Gestão.


O Início

Em maio passado, várias reuniões aconteceram na França, dentre elas, a de Maison Brésil, onde foi iniciada a construção e a definição do projeto de implantação do Ponto de Cultura em solo francês. Estiveram presentes o secretário de Programas e Projetos Culturais do MinC, Célio Turino, 30 representantes de associações que trabalham com a cultura brasileira na França, a representante da Universidade de Paris X Nanterre, Idelette Muzart, e outras personalidades.

De acordo com documento da Secretaria de Programas e Projetos Culturais, “os Pontos de Cultura no exterior se constituirão não apenas em lugares referenciais para a comunidade brasileira nos países, ao fomentar a produção realizada por artistas residentes fora do Brasil, mas também em referência para o acesso pelos estrangeiros à produção cultural brasileira que normalmente não faz parte do circuito comercial internacional”.


(Gláucia Ribeiro Lira)
(Assessoria de Comunicação Social do MinC)