:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     ROSELI PEREIRA

Sintomas indiscutíveis

Por
Roseli Pereira*

Eu não sei dirigir. Nunca tive vontade de aprender e confesso que não sinto a menor falta. Até porque o serviço de taxi apareceu na face da Terra bem antes de mim.

Eu nunca sonhei com vestido de noiva ou cerimônia de casamento. Ah! E também nunca tive vontade de ser mãe: eu sempre tive a sensação de que nasci para ser tia. E daquelas bem chatas.

Eu não gosto de comer pizza na hora do almoço e nem sanduíche nas refeições. E o que é pior: eu nunca gostei daquele que tem dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola e picles num pão com gergelim. Eu não gosto de cinema de arte e detesto ficar discutindo a mensagem de um filme, depois. Pra falar a verdade, eu gosto mesmo é de uma bela comediazinha romântica, no melhor estilo sessão da tarde. E não me sinto nem um pouco desconfortável ou culpada por isso. Eu adoro fazer piquenique na cama, por mais inadequado e anti-higiênico que isso possa parecer.

Eu compro mais livros do que consigo ler, e sempre que olho para a estante me sinto em dívida com eles. Antigamente, eu gostava mais dos intervalos comerciais do que da programação da TV. Hoje em dia não gosto nem de um e nem de outro. Eu não dou a menor bola para o que está ou não está na moda, e praticamente todas as minhas roupas são da mesma cor.

Eu não gosto de carnaval. E também não gosto de pagode, de axé, de forró, de lambada e muito menos de funk music. Essa última, na verdade, eu detesto. Eu me sinto muito melhor trabalhando de noite do que de dia. Eu não como peixe de espécie alguma.

Eu sempre saio de uma loja quando algum vendedor se aproxima perguntando se procuro "algo especial" ou se "é para a senhora ou para presente?". Eu não gosto da pintura de Portinari e nem da arquitetura de Niemeyer. Eu adoro vinho que tem gosto de uva.

Eu sei fazer tricô, crochê e tapetes em tear manual, mas não faço nada disso. Será, doutor, que é por causa dessas coisas que eu sempre páro diante de placas que proibem a entrada de pessoas estranhas?




* Roseli Pereira (quarenta e uns) é paulista, redatora publicitária e corinthiana (nesta ordem). Escreve desde sempre, mas só começou a desengavetar seus textos no dia em que descobriu a Internet. Dali em diante, foi ficando cada vez mais cara de pau e ganhou o papel. Atualmente, tem crônicas publicadas em 3 das 4 antologias dos Anjos de Prata e em alguns jornais do interior do Estado de São Paulo.