:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     ROSELI PEREIRA

Dieta milagrosa
Por Roseli Pereira*

Eu nunca tive a pretensão de me tornar uma grande mulher, mas parece que a vida está me empurrando para isso. Sem falsa modéstia, é preciso dizer que esta minha profissão - por exigir demais do intelecto e quase nada do físico - está fazendo de mim um exemplo típico de ser humano em constante processo de expansão. De mente que se amplia em todos os sentidos, enquanto o corpo vai apenas para o leste e o oeste.

Como estou cansada de carregar o peso deste destino, decidi fazer alguma coisa a respeito. Pois bem, antes de ontem eu dei início a uma dieta radical e já estou me sentindo bem mais magra.

Por um momento pensei em guardar segredo sobre isso, mas já que somos amigos vou revelar a receita para você. Mas só para você, heim?

A primeira providência que tomei foi dividir os alimentos em 3 grupos, sendo que cada um deles recebeu um novo nome:

1. Todas as coisas líquidas e sólidas que eu considero muito, mas muito deliciosas mesmo, agora são chamadas de "amidos, gorduras e carboidratos". Sim, porque eu sou bem capaz de devorar uma lasanha inteirinha, mas não tenho a menor vontade de repetir um prato ou um copo de "amidos, gorduras e carboidratos" por puro prazer. Aliás, eu não acredito que coisas que tenham tais nomes sejam capazes de dar algum prazer.

2. Todas as coisas líquidas e sólidas que são consideradas pelos profissionais de saúde como muito, mas muito saudáveis mesmo, agora são chamadas de "vitaminas, proteínas e sais mineirais". Isso porque "vitaminas, proteínas e sais mineirais" me parecem um pouquinho mais gostosas do que "amidos, gorduras e carboidratos", embora geralmente sejam verdes ou tenham cascas ou tragam caroços ou venham grudadas em alguma espécie esquisita de talo.

3. Todas as coisas líquidas e sólidas que eu acho definitivamente intragáveis continuam sendo chamadas de intragáveis, e eu continuo não as comendo de jeito nenhum. Afinal, isso aqui é uma dieta, e não uma sessão de sadomasoquismo.

Minha segunda providência envolve um aumento significativo no consumo de água, embora isso não me pareça lá muito correto, diante dos apelos da Sabesp. De qualquer maneira tenho a esperança de que ela limpe, de dentro para fora, o efeito casca laranja da minha pele, o efeito macarronada do meu abdome e o efeito panetone da minha cintura.

Como terceira providência, troquei o nome do meu salutar hábito de leitura por sedentarismo puro. Mas quero esclarecer desde já que isso foi uma medida meramente burocrática, já que não tenho a menor intenção de sair correndo e suando por aí, muito menos se for dentro de uma academia cheia de gente magrinha.

Mas a quarta providência se mostrou, desde o primeiro momento, a mais eficaz de todas: comprei roupas dois número maiores do que aquele que estou usando atualmente, e confesso que isso resolveu, logo de cara, metade do problema. A outra metade ficou por conta dos saltos altos, que distribuem perfeitamente os excessos no sentido norte-sul. Um verdadeiro milagre.

Só não tente fazer isso em casa, porque o seu espelho e a sua balança não foram adequadamente treinados para acreditar em você.



* Roseli Pereira (quarenta e uns) é paulista, redatora publicitária e corinthiana (nesta ordem). Escreve desde sempre, mas só começou a desengavetar seus textos no dia em que descobriu a Internet. Dali em diante, foi ficando cada vez mais cara de pau e ganhou o papel. Atualmente, tem crônicas publicadas em 3 das 4 antologias dos Anjos de Prata e em alguns jornais do interior do Estado de São Paulo.