:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Alberto Cataldi
Eliana Caminada
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     COLUNA POP-UP

A internet é o futuro. O futuro é agora


Por Alberto Cataldi*

A internet só pode ser a maior invenção do homem. Depois dela, a arte ficou realmente acessível e os artistas conseguiram espalhar seus trabalhos democraticamente. A indústria fonográfica até tenta controlar, comprando os filhotes do Napster e processando todo mundo que faz download de graça. Mas a gente sempre dá um jeitinho, e alguns músicos já perceberam isso. A internet é uma grande mãe. A Pop-up saúda aqueles que utilizam isso a seu favor, e não contra.

divulgação Há muito tempo (tá bom, um ano), numa gravadora muito, muito distante, surgia uma idéia: criar espaço e estrutura para divulgação de gravações independentes. O projeto chama-se TramaVirtual, uma grande comunidade de bandas, músicos e performers em geral (mais sobre isso, lá em baixo). Depois de muito sucesso, o projeto vai virar um selo da gravadora Trama, que pretende lançar os principais destaques em cedê. A estréia será do Cansei de Ser Sexy. Para quem absurdamente ainda não conhece, o som é um misto de eletrônico, rock e muita, muita sujeira. Elas são muito boas, e tocaram até no Tim Festival de 2004. A questão é: elas realmente precisam de espaço na grande mídia? Algumas coisas funcionam melhor nos porões da música. Torçamos para que o cedê não fique produzido demais.

divulgação Ele foi líder de uma das melhores bandas dos anos 90. O engraçado é que está fazendo mais sucesso agora, em carreira solo e sem sequer ter divulgação da gravadora. Billy Corgan, ex-front man do Smashing Pumpkins (e, por curto período, do Zwan), ficou afastado das revistas, tevês e rádios por dois anos. Ainda assim, não ficou parado. Lançou um livro de poesias e um website repleto de coisas interessantíssimas, como um blog, vídeos, uma (polêmica) biografia em capítulos e, agora, uma música nova. "A100" é a primeira divulgação de seu trabalho solo. Uma grande experimentação de guitarras melancólicas, baterias melódicas e efeitos eletrônicos. É quase um Pumpkins tocado por computadores (para quem já achava o "Adore" estranho...). O cedê "TheFutureEmbrace" chega às lojas americanas em 21 de junho em grande expectativa. O rapaz já tem uma lista enorme de shows marcados pelo mundo. A tal música você escuta aqui.


A pergunta oficial da semana é: já foi ver Star Wars?
A resposta oficial da semana é: Ainda não.



Três acordes:

*TramaVirtual - O supracitado site nacional mantido pela gravadora Trama é um verdadeiro cortiço de novos músicos brasileiros. Tem de tudo: rock, bossa nova, blues, eletrônica, picaretas. Lá estão sitiadas algumas das novidades mais legais do pop, como Pullovers, Detetives e Wonkavision.

*Space - este é um novo velho conhecido dos internautas. Todas as bandas estão aderindo à moda: publicar seus álbuns por lá antes de lançá-los oficialmente nas lojas e rádios. É um espaço onde artistas famosos e independentes vivem em plena harmonia. O site ainda oferece fotos, blogs e outras informações. O cedê novo do Audioslave foi o último a ser disponibilizado. Vale a pena dar uma olhada na seção Top Artists.

*Peligro Discos - O dólar está caindo, mas não o bastante para você comprar aquele cedê do Bloc Party que tanto quer. Sem choro. A Pelligro resolve isso. Uma loja virtual repleta do melhor da música alternativa daqui e de fora. A vantagem? Os preços são de cedês nacionais. Dá para comprar, por exemplo, o "Funeral", do Arcade Fire, por R$ 35. Uma baba... Aliás, essa ainda é uma banda a ser melhor dissecada nesta coluna.

A título de experimentação, os links desta semana ficaram espalhados pela coluna. Abuse de sua banda larga e divirta-se.







*Alberto Cataldi, 20 anos, é paulista, estudante e estagiário de jornalismo. Aprendeu a gostar de música com o U2, de cinema com De Volta Para o Futuro e de literatura com quadrinhos do Batman. Escreve na Wooz sobre música e cultura pop, e acha isso muito divertido. Não gosta de fazer listas de coisas preferidas, porque sempre esquece alguma importante, e isso o deixa transtornado.