:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Alberto Cataldi
Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CULTURA

MinC lança programa de difusão da arte brasileira nos EUA

O lançamento do Programa BrasilnAmerica, previsto para esta segunda feira, dia 7, em Miami, foi adiado para janeiro, em Nova York

O Ministério da Cultura realizará em janeiro, em Nova York, o lançamento oficial do Programa BrasilnAmerica, que visa a circulação de artistas brasileiros nos Estados Unidos.

O evento estava previsto para ocorrer na última segunda-feira, 7 de novembro, em Miami, mas foi adiado devido a problemas gerados pela passagem do último furacão na Flórida.

O Programa é fruto da parceria do MinC com o Broward Center for The Performing Arts (BPCA) – um dos maiores centros culturais americanos, que integra uma rede com mais de 120 outros centros – e terá como principal instrumento de financiamento a Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet.

O ministro Gilberto Gil e o secretário nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, Sérgio Xavier, participarão do lançamento, entre 17 e 19 de janeiro, durante a 58ª Conferência Anual da ISPA - International Society for the Performing Arts Foundation. Também participarão do lançamento o presidente do BCPA, Mark Nerenhausen, o embaixador do Brasil nos EUA e dirigentes de diversos centros da rede Performing Arts.

A programação prevê um simpósio de intercâmbio cultural entre o Brasil e os Estados Unidos, quando serão realizadas palestras sobre investimentos culturais, Leis de Incentivo, Pontos de Cultura e desenvolvimento da economia da cultura.

Além de difundir a cultura brasileira, o objetivo do Programa é inserir os artistas no mercado cultural americano, que movimenta anualmente U$ 600 bilhões de dólares, quase 50% dos cerca de US$ 1,3 trilhão movimentados por ano em todo o mundo. O Ministério da Cultura pretende viabilizar o crescimento e a sustentabilidade do programa, com o mínimo de recursos públicos, estimulando as empresas dos dois países a investirem nos projetos culturais.

“Com este programa, estaremos equilibrando o fluxo de bens culturais entre os dois países, fortalecendo a presença da cultura brasileira no cenário internacional, valorizando nossos artistas e fomentando a economia da cultura nacional”, destaca o secretário Sérgio Xavier.

O Programa BrasilnAmerica deverá ser extendido para outros países do continente americano e será apresentado para representantes de centros culturais presentes no Congresso da ISPA (www.ispa.org).


Passo-a-passo

O programa funcionará no seguinte formato:

1- Os centros da rede americana Performing Arts apresentarão a lista de interesses artísticos, as especificações técnicas de suas estruturas e serão responsáveis pelas despesas locais, como transporte, equipamentos, divulgação, hospedagem e produção local.

2- O MinC, por meio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic), realizará o edital de seleção dos projetos (sintonizados com os interesses dos centros) e convidará as empresas investidoras a participarem dos patrocínios via Lei Rouanet, financiando cachês e transporte até os Estados Unidos.

3- Com os recursos previamente assegurados, o MinC receberá as propostas em formulário padrão do mecanismo Mecenato. Estas serão analisadas tecnicamente e selecionadas por um Conselho formado por: Secretaria de Fomento, Funarte, Ministério das Relações Exteriores, representante da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura e Comissariado Internacional.

4- Após a etapa de pré-seleção, os projetos serão encaminhados para seleção final pelos centros culturais americanos. Os selecionados receberão os recursos previamente definidos pelos patrocinadores.

A Lei Federal de Incentivo, que permite deduzir do imposto de renda das empresas patrocinadoras o percentual em até 100% do valor investido nos projetos culturais, deve movimentar mais de R$ 500 milhões este ano somente no Brasil. Para participar do Programa BrasilnAmerica, o produtor ou artista deverá estar formalmente presente no Brasil e o patrocinador ter imposto de renda a pagar no Brasil.

Os artistas brasileiros residentes nos EUA também serão beneficiados. Em parceira com a embaixada e os consulados, o MinC está articulando a criação de um cadastro, com informações gerais de todos os artistas, para facilitar a apresentação aos centros integrados ao programa. A parceria com os centros culturais também prevê a gravação dos shows e a difusão dos conteúdos em CDs, DVDs e outras mídias digitais.

Durante a programação, o ministro Gilberto Gil e o secretário de Programas e Projetos Culturais, Célio Turino, farão o lançamento dos primeiros Pontos de Cultura dos Estados Unidos.


Informações à imprensa: (61) 3225-0261 ou imprensa.incentivo@minc.gov.br.

(Coordenação de Informação da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura)


Fonte: www.cultura.gov.br