:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CINEMA

WIMBLEDON - O JOGO DO AMOR

Valmir Junior*

Tem gente que torce o nariz quando o assunto é comédia romântica. Principalmente os críticos de cinema. É porque o gênero foi criado no rastro de celebridades que queriam filmes próprios sem muitos exercícios de interpretação e uma boa dose de diversão. Julia Roberts provavelmente é a protagonista mais assídua (e mais bem paga, devo dizer) de comédias românticas. Por causa disso, acabei ficando "meio assim" para assistir "Wimbledon", com este terrível subtítulo: "O Jogo do Amor".

O filme trata de um tenista em fase de pré-aposentadoria, Peter Colt (o ótimo Paul Bettany, de "Dogville"), que se apaixona pela polêmica tenista Lizzie Bradbury (Kirsten Dunst) e faz reavivar sua decadente carreira no campeonato de Wimbledon. Apesar da leveza da história, o diretor Richard Loncraine optou por dar peso a suas personagens, o que deixou o filme muito mais interessante, pois elas não são mais caricaturas, tipos que povoam esse tipo de produção.

O casal protagonista, por exemplo: mesmo Lizzie, a personagem antipática de Dunst, não se torna pedante apesar de suas manias, pois a atriz teve o cuidado de compor a personagem. O tenista Peter, de Bettany, se torna interessante na crise de sua idade em relação ao esporte e em relação à garota, sem se tornar falso ou piegas. O elenco coadjuvante, principalmente Sam Neill como o pai superprotetor da jogadora e Nikolaj Coster-Waldau como o amigo-tenista de Peter Colt, sustenta a trajetória do casal, com cenas muito bem coreografadas e tomadas interessantes, que tornam o tênis no cinema um jogo interessante.

Com tudo isso, "Wimbledon - O Jogo do Amor" é mais do que uma despretensiosa comédia romântica. Torna-se um filme cativante, em que nos transportamos para a vida das personagens, nos fazendo torcer nas partidas e ainda por cima nos tira a atenção do fato de que sabemos o que vai acontecer no final. Trocadilho: ace de Loncraine.


"Wimbledon - O Jogo do Amor" (Wimbledon, 2004) - Dir.: Richard Loncraine. Elenco: Paul Bettany, Kirsten Dunst, Sam Neill, Bernard Hill, Eleanor Bron, Jon Favreau, Nikolaj Coster-Waldau, James McAvoy e outros. Estreiou em 22 de outubro.



*Valmir Junior
"Paulista, 23 anos, virginiano e doido por chocolate. Esse é Valmir Junior, um ator amador (ou amador ator?), fã de teatro (claro), filmes, exposições e outros assuntos relacionados à Arte (além de ser um bom garfo também). É a primeira vez que resenha para um site e dá medo nele, mas o desafio já foi aceito, então: "Merda!!!" (Não levem a mal! É "Boa Sorte" no Teatro)."