:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor



Fernando Fogliano
Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CINEMA

8ª Mostra de Cinema de Tiradentes abre com 149 obras

A cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, vai se tornar o cenário de um grande painel da produção audiovisual brasileira, pelo oitavo ano consecutivo. Com número recorde de 149 obras na programação, a 8ª Mostra de Cinema de Tiradentes acontece entre os dias 21 e 29 de janeiro e homenageia o cineasta Walter Lima Jr. e o videomaker Cao Guimarães.

Pautado pelo tema Primeiro Cinema, o evento propõe um painel de debates sobre os inúmeros desafios de fazer o primeiro filme e sobre quem são esses diretores estreantes que estão desenhando a face do novo cinema brasileiro. O tema também determina a programação, dividida entre as mostras Primeiro Cinema, Retrospectiva e Avant Première, bem como as discussões do Seminário Idéias e Perspectivas.

"O que essa edição tem de novo é exatamente o que o cinema brasileiro contemporâneo tem a apresentar", afirma Raquel Hallak, coordenadora geral do evento. "Na Mostra, pretendemos refletir as tantas facetas desta nova geração, numa tentativa de se traçar o formato deste cinema feito em um país com tantas diversidades. Qual é o cinema que estes novos realizadores estão fazendo? Qual é o cinema que cabe em nosso país?", prossegue.

Dentro da homenagem a Walter Lima Jr., a mostra exibirá o curta-metragem Thomas Farkas, Brasileiro e os longas Menino do Engenho (1965), A Lira do Delírio (1978) e A Ostra e o Vento (1997). Já do videomaker Cao Guimarães serão exibidos o longa-metragem A Alma do Osso e uma série de vídeos numa retrospectiva de sua trajetória. A Mostra de Cinema de Tiradentes tem curadoria de Francesca Azzi, para os longas-metragens; de Daniela Azzi, para os curtas-metragens; e de Roberto Cruz para os vídeos. Conta com apoio do Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobras, Telemar, Eletrobrás e Cemig, por meio das leis federal e estadual de Incentivo à Cultura. Informações: www.mostratiradentes.com.br

Redação: Déa Barbosa/Sérgio Bazi
Edição: Sheila Sterf


Fonte: Secretaria do Audiovisual do MinC