:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CINEMA
36º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
Troféu Candango


A Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal anunciou no dia 14 de outubro os nomes dos filmes que participarão da mostra competitiva do 36º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – um dos mais importantes do país –, que acontece de 18 a 25 de novembro em Brasília.

Com um orçamento total de R$ 1,74 milhão, o festival deste ano conta com uma grande novidade que é a retomada do movimento cineclubista por meio da Jornada Nacional de Cineclubes, a ser realizada pela Secretaria para o Desenvolvimento das Artes Audiovisuais do MinC (SDAv) em parceria com o festival.

Outra novidade incentivada pela SDAv, é a implantação da Rede Brasileira de Birôs de Cinema e Audiovisual (Brazilian Film Comission), que contará com uma mesa redonda formada por Orlando Senna, secretário para o Desenvolvimento das Artes Audiovisuais; Milton Zuanazi, secretário de Políticas Públicas do Ministério do Turismo; Pat Kaufman, presidente da Internacional Film Comission; Sérgio Sá Leitão, chefe de gabinete do ministro da Cultura; e José Luiz Saboya, diretor comercial da Riofilme.

As inscrições estiveram abertas até o dia 30 de setembro e 170 filmes inscreveram-se. Desse total foram selecionadas 41 produções que incluem longas-metragens (35mm), curtas-metragens (35mm), além dos filmes em 16mm.

O valor total dos prêmios em dinheiro para os vencedores das mostras competitivas é de R$ 325 mil, valor maior que o do ano passado, e todas as categorias serão contempladas. Além das mostras competitivas o festival promove debates, seminários, feira de mercado cinematográfico, etc.

O filme Subterrâneos, de Zé Eduardo Belmonte, foi o escolhido para ser exibido na noite de abertura. O filme é o primeiro longa do diretor brasiliense, já premiado no Festival de Brasília de 1999, com o curta Tepê.

O evento deste ano fará uma homenagem póstuma ao ator Eduardo Conde, morto no início do ano. Vítima de câncer, o ator foi o mestre de cerimônias do festival por quase uma década.

Informações: www.sc.df.gov.br ou (61) 325-7777.


Os filmes selecionados são:

Longas em 35mm

Filme de Amor, de Julio Bressane – RJ
Garotas do ABC (Aurélia Schwarzenega), de Carlos Reichenbach – SP
Glauber o Filme, Labirinto do Brasil, de Silvio Tendler – RJ
Harmada, de Maurice Capovilla – RJ
Lost Zweig, de Sylvio Back – RJ
Signo do Caos, de Rogério Sganzerla – SP


Curtas em 35mm

A História da Eternidade, de Camilo Cavalcante – PE
A Lata, de Leopoldo Nunes – SP
Cartas da Mãe, de Fernando Kinas e Marina Willer – SP
Momento Trágico, de Cibele Amaral – DF
Ovo, de Nicole Algranti – RJ
Onde quer que Você esteja, de Bel Bechara e Sandro Serpa – SP
Porcos Corpos, de Sérgio Oliveira – PE
Rua da Amargura, de Rafael Conde – MG
Teodoro Freire – O Guardião do Rito, de Nôga Ribeiro e William Allves – DF
Transubstancial, de Torquato Joel – PB
Truques, Xaropes e Outros Artigos de Confiança, de Eduardo Goldenstein – RJ
Uma Estrela pra Ioiô, de Bruno Safadi – RJ


Filmes em 16mm

A Lâmpada e a Flor, de Pablo Ferreira – SP
As Incríveis Bolinhas do Dr. Sorriso Sarcástico, de Gustavo Galvão – DF
Boca a Boca, de Allan Ribeiro – RJ
Cheque de Terceiros, de Thiago Villas Boas – SP
Cinema Pagador, de Isabel Ribeiro e Henrique Pires – SP
Coisas, de Tula Hatagima – SP
Dejà Vú, de Eloisa Fusco – SP
Estória Alegre, de Claudia Pucci – SP
Faça o Bem sem Olhar a Quem!, de Renato Cunha – DF
Fobia, de Thiago Moysés – DF
Jesus, de Ricardo Weschenfelder – SC
Justiça Infinita, de Cacá Nazário – RS
Mundo Cão, de Saskia Sá – ES
Nada a Declarar, de Gustavo Acioli – RJ
O Casal dos Olhos Doces, de Felipe Rodrigues – RJ
O Rival, de Sergio Raposo – DF
Por Dentro de uma Gota D’Água, de Felipe Bragança e Marina Meliande – RJ
Procurando Falatório, de Luciana Tanure – RJ
Que Fazer?, de André Luiz de Luiz – SP
Rita, de Marcello Lima – RS
Sexo Virtual Tátil, de Marcius Barbieri – DF
Suicídio Cidadão, de Iberê Carvalho – DF
Um Último Dia, de Nara Riella – DF

(Déa Barbosa)


Fonte: MinC - www.cultura.gov.br