:: institucional           :: projetos           :: serviços           :: sala de imprensa          :: parcerias          :: loja          :: contato     

CANAIS WOOZ

artigos
agenda cultural
artes visuais
cultura
cinema
dança
entrevistas
fotografia
internet
literatura
música
teatro
terceiro setor


Roseli Pereira
Valmir Junior



clique aqui e faça um cadastro para receber informações Wooz
     CINEMA

Os Incríveis

Valmir Junior*

Imaginem que os super-heróis convivem muito bem com os terráqueos tidos como "normais". Claro, os primeiros salvam os segundos das intempéries de seus arquinimigos. Daí, um processo contra o Sr. Incrível (voz de Craig T. Nelson) por ter salvo um homem que pulou de um edifício, coloca a super-vida do super-herói num super-ostracismo. Logo, numa avalanche de processos, todos os super-heróis têm de se esconder sob a proteção do governo e se ajustar à vida "normal".

O Sr. Incrível volta à vida de Bob Parr, sua identidade "real" e, casado com a Mulher Elástica, ou melhor, Helen Parr (voz de Holly Hunter), cuida dos filhos Violet e Dash. Eis que surge o convite para outra missão super-heróica e o Sr. Incrível/Bob Parr aceita a empreitada sem que a família saiba.

Este é o mote de "Os Incríveis" que, em sua primeira parte, destila um bom drama (e obviamente, como em todos da Pixar, uma boa comédia), focando a tentativa dos super-heróis de adequarem a suas vidas sem utilizarem seus super poderes. Incrível (com perdão do trocadilho) como uma animação pode focar algo tão tranponível para nossas vidas. Dificuldade em se adaptar é algo bem recorrente em nossas vidas, não? A certa altura, Helen Parr diz para os filhos: "Todo mundo é especial", ao passo que ele responde: "O que é o mesmo que dizer que ninguém é especial".

O drama inicial de Bob, Helen, Violet e Dash começa a subir em espiral quando Bob volta à pele do Sr. Incrível numa missão e traz felicidade para a casa. É aí que entra Edna Mode, inspirada numa figurinista famosa de Hollywood, que é um dos alívios cômicos mais divertidos do filme. Porém, o Sr. Incrível entra numa enrascada e lá se vão mãe e filhos em busca do pai. Daí, o filme dá uma guinada rápida e o filme não deixa a desejar a nenhum filme de ação.

Mas o mais curioso é que o filme tem um ar de proximidade com a platéia como só alguns filmes têm. Aquela coisa mágica, combinando boa comédia sem apelações, com drama leve, doses de ação e aventura e a inventividade total na combinação dos poderes de cada um. Esse é pra assistir com a família toda, sem limites de idade.

"Os Incríveis" - "The Incredibles" (2004) - Dir: Brad Bird. Com as vozes de: Craig T. Nelson, Holly Hunter, Samuel L. Jackson, Jason Lee, Spencer Fox, Sarah Vowell, Brad Bird, John Ratzenberger e outros. Estreou em 10 de Dezembro.



*Valmir Junior
"Paulista, 23 anos, virginiano e doido por chocolate. Esse é Valmir Junior, um ator amador (ou amador ator?), fã de teatro (claro), filmes, exposições e outros assuntos relacionados à Arte (além de ser um bom garfo também). É a primeira vez que resenha para um site e dá medo nele, mas o desafio já foi aceito, então: "Merda!!!" (Não levem a mal! É "Boa Sorte" no Teatro)."